Site da USP
PROLAM Programa de Pós-Graduação em Integração da América Latina Universidade de São Paulo
Fale conoscoFacebookTwitterGoogle PlusYoutube

Seleção de Estrangeiros

O Processo Seletivo para estrangeiros do Prolam/USP para os cursos de Mestrado e Doutorado ocorre anualmente durante o 2º semestre.


Processo seletivo para estrangeiros (Mestrado e Doutorado) PROLAM 2021

Edital traduzido para o espanhol CLIQUE AQUI

 

Candidatos estrangeiros que residem fora do Braisl deverão enviar realizar inscrição on-line no período de 05/01/2021 a 08/01/2021:

Documentos necessários:

– Formulário de inscrição on-line que será disponibilizado no período (Mestrado, doutorado, doutorado direto)

Anexar os seguintes documentos ao formulário:

– Cópia com Selo Consular do Diploma do Curso de Graduação, e de Mestre (somente para os candidatos ao Doutorado)

– Cópia com Selo Consular do Histórico Escolar do Curso de Graduação, e de Mestrado (somente para os candidatos ao Doutorado)

– Cópia com Selo Consular do Passaporte

– Curriculum Vitae

– Projeto de Pesquisa

 

Atenção: Só serão aceitas inscrições com a documentação completa.

2. ETAPAS DO PROCESSO DE SELEÇÃO

 

O processo de seleção para Mestrado e Doutorado dar-se-á através das seguintes etapas eliminatórias:

2.1 Verificação do Título de Graduação

2.2 Análise do Projeto de Pesquisa

O Projeto de Pesquisa deverá ser apresentado em Língua Portuguesa, de maneira clara e resumida, enfocando um estudo comparativo entre pelo menos dois países da América Latina ou sobre uma temática comum aos países da região, ocupando no máximo 15 (quinze) folhas impressas em espaço duplo, tamanho A4. Deverá conter: resumo geral, introdução e justificativa do tema, objetivos, metodologia, bibliografia básica e cronograma de execução.

2.3 Provas

Prova de Proficiência :

O candidato para ingressar no Programa, após sua aprovação nas etapas anteriores, deverá ser aprovado no exame de idioma estrangeiro e de Português, de acordo com os níveis:

– Mestrado e Doutorado com Título de Mestre: Espanhol ou Inglês ou Francês.

– Doutorado Direto: Espanhol e Inglês ou Francês.

Todos os candidatos deverão realizar também o Exame de Proficiência em Português.

Prova Escrita Remota :

A prova será realizada de maneira remota e síncrona, com duração de 4 horas.

Será encaminhado link de acesso à prova para o e-mail informado pelo candidato no formulário de inscrição.

2.4 Arguição

A arguição versará sobre:

Será realizada por meio de plataforma virtual gratuita, cujo agendamento, previsto para março/2021, será informado por e-mail diretamente aos candidatos ou pelo site do programa.

3. INFORMAÇÕES ADICIONAIS

– O exame de proficiência em idioma estrangeiro não poderá ser da língua portuguesa;

– A Comissão de Pós-Graduação, caso julgue pertinente, poderá solicitar que o aluno curse disciplina de nivelamento em cursos de Graduação da Universidade;

– Os candidatos estrangeiros que se encontram com visto temporário ou permanente no Brasil, participarão do processo seletivo comum aos candidatos brasileiros.

ATENÇÃO: Para realizar a prova escrita em seu país de orígem, solicite informações para a Professora Vivian Urquidi através do e-mail: vurquidi@usp.br

4. BIBLIOGRAFIA INDICADA PARA SELEÇÃO – 2021

CANCLINI, Néstor García. Culturas Híbridas – estratégias para entrar e sair da modernidade. Tradução de Ana Regina Lessa e Heloísa Pezza Cintrão. São Paulo: EDUSP, 1997, 392p.

RAMA, Angel. La Ciudad Letrada. Uruguay: Arca. 1998.

LANDER; Edgardo. La Colonialidad del saber: eurocentrismo y ciencias sociales.  Perspectivas latinoamericanas. Buenos Aires: CLACSO-UNESCO, 2000, 246p.

FURTADO, Celso. A Economia Latino-Americana. 4ª. Edição. São Paulo: Companhia das Letras, 2007, 494p.

ROMERO, José Luis. América Latina: As Cidades, as Ideias. 2ª. Edição. Rio de Janeiro: Editora da UFRJ, 2009, 421p.

MARTÍN-BARBERO, J. De los medios a las mediaciones: comunicación, cultura y hegemonía. 2. ed. Barcelona: Editorial Gustavo Gili, 1991.

FREIRE, Paulo. Educação como prática da liberdade. Rio de Janeiro: Editora Paz e Terra, 1967, 149p.

BIDASECA, Karina. Genealogías críticas de la colonialidad en América Latina, África,  Oriente. Ciudad Autónoma de Buenos Aires: CLACSO/IDAES/UNSM, 2016.